crônicas, vídeo

Brilhante crítica de João Paulo Silvares sobre o filme “About Ray”

DO MARGINAL RUMO AO MAINSTREAM
João Paulo Silvares

Tinha 16 anos quando assisti “Tudo Sobre Minha Mãe” pela primeira vez. Uma das cenas que mais me marcou no filme foi o monólogo da travesti Agrado. Ela se dizia muito autentica, descrevendo em seguida quanto pagou por cada um dos diversos procedimentos estéticos que havia feito para se tornar uma figura feminina.
“Sai muito caro ser autêntica, senhora. E, nessas coisas, não se deve ser avarenta. Porque ficamos mais autênticas quanto mais nos parecemos com o que sonhamos que somos.” Obrigado Almodóvar!

De lá pra cá, cada vez mais pessoas estão aos poucos aprendendo a separar identidade de gênero da orientação sexual – uma coisa é o gênero com o qual a pessoa se identifica e outra é por quem ela sente atração. Mais importante que isso, vejo que a quebra de paradigmas relacionados às antigas noções de gênero vem ganhando cada vez mais impacto na cultura contemporânea.

Em junho de 2014, Laverne Cox, atriz indicada ao Emmy por sua atuação na série Orange is the New Black foi a primeira pessoa transexual a aparecer na capa da Time. Personalidades conhecidas como Caitlyn Jenner, Chaz Bono, Laerte e Tammy Miranda vem aos poucos ajudando a substituir o preconceito por conscientização. Foi-se o tempo em que a pessoa trans existia apenas às margens da sociedade.

Penso que essa discussão é mais ampla do que muitos imaginam e também fundamental para todos nós. Carrinhos e super-heróis são brinquedos de menino? Só meninas usam saia? Homens não podem cuidar da casa? Por que não vemos tantas mulheres nos altos cargos executivos das empresas?

Precisamos com urgência pegar a antiga enciclopédia escrita sobre os padrões de gênero esperados e atirá-la pela janela. O processo de construção de identidade é algo extremamente individual, complexo e constante. E o ser humano possui um campo indefinido e sem fronteiras de gêneros e sexualidades. O negócio é ser autêntico e respeitar a autenticidade do próximo.

Em setembro teremos mais um filme sobre o assunto. “About Ray” falará sobre as lutas e conflitos familiares de um menino trans durante seu processo de mudança de sexo. O longa ainda conta com atuações de Naomi Watts, Susan Sarandon e Elle Fanning.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s