comportamento, saúde masculina, sexualidade

Rebola, chuchu. Rebola! | Mauro Barbosa Jr

Se lembra dessa cantiga de roda capixaba? Pois quando ouvíamos essa música ainda tínhamos os corpos/pelvis livres e puros de maldade socioculturais e religiosas. Bastava tocar essa musiquinha e caíamos no rebolado. E quando falava: “… rebola, chuchu. Rebola se não eu caio…” não tinha quem depois de muito rebolar não fosse ao chão, meninos e meninas. E o interessante que quem ensina a  “requebradinha” é o seu Juquinha, um homem. E o bambolê? Aos meninos restavam girá-lo no braço.

1111

O fato é que tirando o seu Juquinha, os meninos depois que saem do jardim de infância não dançam mais o “Rebola, chuchu”, quiçá rodar bambolê,  porque rebolar passa a ser coisa de menina. Ai do menino que o fizer! Isso se não for chamado de “bichinha”, pra deturpar mais ainda as coisas.  E assim se dá um dos primeiros contatos com nossa cultura cheia de preconceitos, que já dão as primeiras demãos de gesso em nossa pelve. Daí por diante, até o final da adolescência, outras tantas demãos de gesso serão dadas resultando numa pelve engessada, bloqueada e contida pelos seus próprios músculos, gerando uma pelve disfuncional, impotente.

22222

E assim se dão a ejaculação precoce e a disfunção erétil “psicogênica”. Mesmo que ambas disfunções sexuais sejam predominantemente emocionais, o fator físico/muscular, o engessamento da pelve, o bloqueio muscular, se faz presente e por isso a importância da fisioterapia.  Neste caso além ter que ser um fisioterapeuta pélvico,  que tenha e trabalhe com uma visão integrada da saúde sexual, e consequentemente da sexualidade, à qualidade de vida do indivíduo.

Besteira tudo isso? Já reparou o poder que a pelve? Sabe qual era o apelido do Elvis Presley? “Elvis, the pelvis”. Quem nunca viu um vídeo do Elvis, num show, mexendo com a pelve e causando um frenesi nas mulheres?

elvis-presley-dancarino

Em Terras Brasilis, muito antes de Elvis, Ary Barroso, na década de 40, já chamava atenção para o quanto o balanço dos quadris nos excita, quando compôs o samba “Isto aqui, o que é?”. A letra diz:

“…Olha, o jeito, nas cadeiras,
Que ela sabe dar
Olha, só o remelexo
Que ela sabe dar

Olha, o tombo, nos quadris,
Que ela sabe dar

Morena boa
Que me faz penar…”

Pra ter uma ideia o quanto a pelve é tutelada pela cultura, sociedade e religião, tem-se um exemplo histórico. O balanço da pelve/quadris denota tanta sensualidade, sexualidade e sexo que a Hula, a dança Havaiana, que na verdade é relacionada à espiritualidade, foi praticamente extinta quando o Havaí foi colonizado. Isso se deu por mera questão religiosa (cristã), pois os movimentos da Hula eram deveras sugestivos e libidinosos.

4444

Se quiser ter uma vida sexual de qualidade, não só boa pra você, mas também pra sua parceira ou para o seu parceiro, você pode começar seguindo o conselho da Fernanda Abreu: “…Deixa solta essa bundinha, Deixa solto esse quadril…”.

E fique tranquilo! Sua masculinidade em nada será afetada, são as atitudes que fazem um homem e não o molejo do seu quadril.

Claro, não poderia esquecer da Shakira. Seus quadris são tão lascivamente famosos, que se você colocar no Google Images “hips” é ela que aparece. Então lembre-se: quadris não mentem, pelo menos sobre sua qualidade de vida sexual.


16117355_1117231791708884_1254974044_nMauro Barbosa Jr (CREFITO 2: 78585F) é Mestrando em Ciências – Pós-graduação em Ciências Médicas/UERJ – pesquisa em saúde sexual masculina, Fisioterapeuta da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro. Responsável pela ambulatório de fisioterapia em saúde sexual masculina na Clínica Vivace, Membro da Sociedade Brasileira de Estudos da Sexualidade Humana, Professor das pós-graduações da InterFISIO e Universidade Castelo Branco, módulo de saúde masculina.

Contato: maurolbarbosa@live.com

Atendimento: Vivace
Avenida Rio Branco, 185 – Sala 403 – Centro – Rio de Janeiro, RJ
(21) 3199-0400

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s