fisioterapia, saúde masculina, sexo

Cuidado! Curva Acentuada! | Fisioterapia em Sexologia

Aos adeptos de um sexo mais selvagem ou mesmo sexo anal, cuidado! Muita calma nessa hora!

Seja ela à direita, à esquerda, para cima ou para baixo. Calma, não é uma aula do DETRAN, eu estou falando da Curvatura Peniana, Congênita ou Adquirida. Essas curvaturas que falo em nada têm haver com a direção que o pênis fica quando ereto, para direita ou esquerda, e que depende para que lado ele fica na cueca.

A Doença de Peyronie ou Curvatura Peniana Adquirida acontece devido ao espessamento em um dado ponto da membrana que recobre o pênis (túnica albugínea) fazendo com que ele se curve para alguma direção quando ereto. É uma doença que acomete em homens com faixa etária entre 40 e 70 anos, chegando a 3,67% a incidência nessa população. Ao que se sabe, esse espessamento acontece divido a microtraumas na túnica durante a relação sexual que levam a fibrose no local, formando uma placa, onde ocorrem esses pequenos traumatismos sucessivos.

Já o Pênis Torto Congênito, como o próprio nome diz e diferente da Doença de Peyronie, homem nasce com essa deformidade no pênis, que é devido ao encurtamento de algum compartimento do pênis levando ao encurvamento em um de seus “lados”, e que por vezes apresenta também uma torção do corpo do pênis no próprio eixo (como na foto abaixo). Não necessariamente se apresenta somente com o pênis em ereção. Pode ser uma assimetria entre os corpos cavernosos, por uma uretra e/ou corpo esponjoso mais curtos e em alguns casos podem também haver a presença de tecido fibroso. É também conhecido como Pênis Curvo do Jovem.

Ambas curvaturas do pênis tornam-se “problemáticas” quando o ângulo formado nela é maior que 30º, pois é indicativo de cirurgia para correção. Porém, independente da angulação,  quando há dificuldade de penetração ou de manter uma ereção, ou ainda, dor durante a ereção também podem ser casos cirúrgicos. Mas o importante mesmo é você procurar um médico, caso você esteja percebendo que seu pênis está ficando torto ou se ele é assim desde que você era jovem.

As correções, tanto da Doença de Peyronie quanto o Pênis Torto Congênito, são feitas cirurgicamente e normalmente leva a diminuição do comprimento do pênis.  Mas a fisioterapia, por meio do uso supervisionado de extensores penianos, tem sido apontada como coadjuvante na diminuição do ângulo da curvatura, especialmente se não forem muito acentuados e/ou que não tenham alguma outra disfunção associada, e não causa diminuição do pênis.


Mauro Barbosa Jr (CREFITO 2: 78516117355_1117231791708884_1254974044_n85F) é Mestrando em Ciências – Pós-graduação em Ciências Médicas/UERJ – pesquisa em saúde sexual masculina, Fisioterapeuta da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro. Responsável pela ambulatório de fisioterapia em saúde sexual masculina na Clínica Vivace, Membro da Sociedade Brasileira de Estudos da Sexualidade Humana, Professor das pós-graduações da InterFISIO e Universidade Castelo Branco, módulo de saúde masculina.

Contato: maurolbarbosa@live.com
Atendimento: Vivace
Avenida Rio Branco, 185 – Sala 403 – Centro – Rio de Janeiro, RJ
(21) 3199-0400

Um comentário em “Cuidado! Curva Acentuada! | Fisioterapia em Sexologia”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s