hpv saúde
adolescência

Ministério da Saúde lança campanha de vacinação contra o HPV recheada de ‘easter eggs’

Atrair a atenção dos jovens entre 9 e 14 anos é uma tarefa cada vez mais difícil. Por isso, dando continuidade ao sucesso da campanha de vacinação contra o HPV e a meningite C do ano passado, a Fields360 entrou no universo das séries anunciando a “Nova Temporada de Vacinação”.

O filme produzido tanto para a TV quanto para a internet mostra a aventura de dois jovens que entram em um universo fictício onde os vírus dominaram o mundo das séries de TV e streaming. Enquanto buscam uma solução, ambos passam por diversos cenários clássicos das produções até salvarem a cidade dos vírus. Haverá ainda uma ação com influenciadores do YouTube, que desafiará os jovens a identificarem os mais de 25 easter eggs presentes no filme. Isso garantirá não só o entretenimento do público, que irá assistir ao comercial inúmeras vezes, mas também que a mensagem seja absorvida.

Pelo segundo ano consecutivo, a Fields360 é a responsável pela criação da campanha de vacinação contra a meningite C e o HPV, do Ministério da Saúde. Com filmes para internet, TV aberta e fechada, spots de rádios e mídia exterior, a ideia é alertar os pais e os adolescentes sobre a importância da prevenção dos cânceres de colo do útero, pênis, boca, orofaringe e verrugas genitais. O objetivo é atingir o maior número possível de jovens e fazer com que eles tomem as vacinas, que são ofertadas gratuitamente nas unidades básicas de saúde.

Para conversar com os jovens, a Fields360 criou uma campanha baseada em famosas séries de TV e streaming que impactam e conversam com o público-alvo. Neste ano, por exemplo, em vez de falar em “nova fase de vacinação”, a agência usou “temporada” como sinônimo da palavra “fase”, fazendo referência às séries de TV e streaming que esse público está acostumado a assistir.

“Na estratégia deste ano, continuamos falando na linguagem do jovem, dessa vez entrando no universo das séries. Este tema está muito vivo na cultura e no dia a dia do público, além de ser bastante rico para trabalharmos o tema vacinação de diversas formas interessantes. Utilizaremos artes visuais com as quais eles estão familiarizados. Esperamos, com isso, obter um alto engajamento nas redes sociais e conseguir atingir os pais que também consomem séries”, diz Ruskaya Zanini, Diretora Operacional da Agência Fields360.

As vacinas já estão disponíveis. A vacina contra o HPV deve ser tomada em duas doses, com 6 meses de intervalo entre uma e outra. A campanha de vacinação contra o HPV é focada em atingir meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos de idade. Já a vacinação contra a meningite C é aplicada em dose única e busca atingir adolescentes de 11 a 14 anos de idade. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% dos jovens dentro das faixas etárias estipuladas.

Dados preliminares de um estudo divulgado em 2017 pelo Ministério da Saúde apontam uma prevalência de 54,6% de casos de HPV entre a população brasileira na faixa etária de 16 a 25 anos, sendo que 38,4% dos casos são de tipos de alto risco para o desenvolvimento de câncer. Por isso é imprescindível que a vacinação ocorra o quanto antes nos adolescentes.

Com a campanha contra a meningite C, o Ministério da Saúde tem o objetivo de reduzir o número de portadores da bactéria em nasofaringe. A meningite bacteriana causada pelo sorogrupo C corresponde a um grave processo inflamatório das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.

Segundo a Diretora Operacional, Ruskaya, para conversar ainda mais com os jovens, foi utilizado o conceito “Proteja-se para as próximas aventuras”. “A intenção é mostrar como o adolescente está se preparando para entrar na vida adulta, seguir uma carreira e aproveitar todo o futuro que terá pela frente. Vacinando-se, ele estará preparado e protegido para as próximas fases e acontecimentos da vida. Almejamos ultrapassar o número de vacinados em 2017 e conscientizar ainda mais pessoas”, explica.

No ano passado, a campanha da Fields360 usou como tema a plataforma ‘games’, por meio do “Detona Vírus”, um jogo desenvolvido no Brasil, disponível gratuitamente para dispositivos Android e iOS, que colocava o jogador na luta contra um poderoso e letal vírus chamado Harry Papilos V. Por meio do jogo, a campanha conseguiu números históricos de engajamento e interações do público com o Ministério da Saúde. Em 2018, a evolução desse diálogo continua sendo “surfar” na mesma linguagem dos jovens.

Outros objetivos da campanha deste ano é reforçar que as vacinas estão disponíveis o ano todo nas unidades de saúde; fomentar a discussão sobre o tema nas escolas por meio dos profissionais da área da educação e da saúde, capacitando-os a fornecer informações sobre o HPV e a meningite C; e chamar a atenção de pais e responsáveis para essa vacinação que previne tantas doenças. Vale destacar que é importante levar a caderneta de vacinação para atualização das vacinas.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s