comportamento

O que é carência afetiva? Um olhar da psicologia

Muito se fala em carência afetiva, mas você sabe o que ela significa? Segundo a psicologia, todos nós temos algum nível de carência, esta “falta” é necessária para nos “mover adiante”, com novos objetivos. Há situações em que nos sentimos mais carentes, e isto é normal, geralmente quando passamos por um período difícil, quando mudamos de cidade e não temos muitos amigos ou quando tivemos a partida de um ente querido ou um rompimento de um relacionamento.

Uma pessoa saudável, mesmo que tenha seus momentos de carência afetiva, sabe tolerar o sentimento de solidão e administrá-lo, buscando formas de preencher esse vazio e simplesmente vive a vida, tendo segurança emocional. No entanto, isso se torna um problema quando entra no excesso.

Quem tem carência afetiva disfuncional acaba sendo uma pessoa  exigente e pegajosa demais, demonstrando fragilidade em excesso, medo de abandono e isso acaba desgastando um relacionamento, seja amoroso, familiar ou de amizade. A pessoa se torna um “peso” na vida da outra, que precisa sempre “pisar em ovos” e isso a deixa sobrecarregada. Não importa o que o outro faça ou diga, o carente tem um desejo insaciável e exaustivo de atenção e de afeto que nunca é suprido. As pessoas tendem a romper vínculos com aqueles que são carentes demais, e estes sofrem mais ainda pelo abandono e acabam ficando mais carentes ainda.

Entre os sintomas mais comuns da carência afetiva disfuncional estão:

  • Ciúmes exagerados e, em muitos casos, infundados;
  • Necessidade de atenção constante;
  • Submissão
  • Dependência emocional;
  • Medos;
  • Sentimento de inferioridade;
  • Falta de objetivos pessoais, tornando a outra pessoa o “centro” de sua vida.

Diversos fatores levam uma pessoa a ser carente afetivamente, mas todos estão relacionados a falta de autoconhecimento, que leva a falta de autoestima, e a crença de que o outro é o responsável em preencher o seu vazio existencial.

O primeiro passo é reconhecer o problema e, geralmente, as pessoas próximas já manifestam que você é carente, apesar de que apenas um profissional capacitado pode dar um diagnóstico. Nessas horas que um psicólogo pode te auxiliar a ter mais autoestima e trabalhar o autoconhecimento, ajudando a superar o problema e fazendo com que suas relações interpessoais sejam mais saudáveis.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s