Terapia na adolescência: por que ela é tão importante?
adolescência

Terapia na adolescência: por que ela é tão importante?

A adolescência é um período de muitas transformações físicas, hormonais e psicológicas na vida de uma pessoa, e nessa fase é comum haver muitos conflitos com os pais e também no ambiente social. Devido a pouca “bagagem emocional”, tudo na vida do adolescente é mais intenso: o primeiro amor, ruptura de amizades, brigas, questionamentos, coisas que tinham muito valor na infância passa a não ter mais, há muitos casos de bullying na escola, além de uma percepção cada vez maior de que os pais são pessoas comuns, que também têm suas falhas etc.

De acordo com a normativa do Conselho Federal de Psicologia (via Mundo dos Psicólogos), a pessoa responsável pelo adolescente precisa ter ciência de que ele precisa de um acompanhamento psicológico, às vezes indo contra a vontade do próprio adolescente. Muitos que estão nessa fase acabam não confiando no psicólogo por medo que exponham suas questões com os pais, mas isso não acontece. Segundo o psicólogo Arthur Dubrule, a confidencialidade é um pilar ético.

“É importante que o adolescente converse com os seus pais sobre fazer uma terapia. Saiba que o terapeuta não contará o conteúdo da sessão nem para os pais, nem para qualquer outra pessoa. O que se fala na terapia, fica na terapia. O termo de confidencialidade é um pilar ético, que permite um encontro pautado na confiança e na certeza de poder se abrir com segurança. A única exceção é quando o adolescente está correndo perigo, mas isso sempre é discutido com ele antes. Nada é feito ou falado sem que ele esteja ciente disso.”

Assuntos como sexualidade, uso de drogas (álcool incluso), dúvidas quanto o futuro profissional são os assuntos mais comuns. A independência dos pais no nível afetivo, considerando que muitas vezes eles continuam tratando o adolescente feito criança, também é o núcleo de muitas questões, e um terapeuta ajuda o adolescente a demarcar um limite para os pais. No entanto, o adolescente também precisa entender que ainda não é totalmente independente, e deve saber respeitar regras e limites.

A ideia central da terapia com o adolescente é que ele tenha mais controle sobre suas emoções e saiba tomar decisões mais funcionais, chegando à vida adulta de modo mais tranquilo e feliz.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s