Transtorno bipolar : da depressão profunda a euforia extrema
psicologia

Transtorno bipolar: da depressão profunda à euforia extrema

O transtorno bipolar, como o nome sugere, está diretamente ligado a mudanças repentinas e bruscas de humor, energia e níveis de atividade, variando de comportamento extremamente “ascendente”, exaltado e cheio de energia, conhecido pelos psicólogos como episódios maníacos, a períodos muito tristes, deprimidos e sem esperança, sendo o período depressivo.

Atingindo cerca de 4% das pessoas em idade adulta, estima-se que haja cerca de seis milhões de pessoas convivendo com o transtorno diariamente. Dentro dos bipolares, há quatro subtipos mais comuns:

  • Transtorno Bipolar I: os episódios maníacos duram pelo menos sete dias, e os de depressão cerca de quatorze, às vezes variando em características mistas. Os episódios podem ser tão graves que a pessoa precisa de cuidados hospitalares imediatos.
  • Transtorno Bipolar II: Define-se por episódios depressivos e hipomaníacos ,menos graves que os maníacos tradicionais.
  • Desordem ciclotímica: Há inúmeros sintomas maníacos e depressivos há pelo menos dois anos (ou um ano em crianças e adolescentes), não atendendo requisitos diagnósticos.
  • Outros: É perceptível os sintomas do transtorno bipolar, mas eles não correspondem as categorias acima.

O diagnóstico só pode ser feito por um psicólogo ou um psiquiatra, geralmente com o paciente sendo levado pelos familiares ou pela própria pessoa reconhecer que pode sofrer com a condição. Caso diagnosticada, um psiquiatra pode dar remédios estabilizadores de humor, enquanto um psicólogo pode ajudar não só o paciente a modular seu comportamento, como também ajudar a família a lidar com a pessoa que sofre da condição.

Cuidar de uma pessoa que sofre com transtorno bipolar pode ser estressante e desgastante, ainda mais considerando que esta pessoa pode acabar apresentando outros problemas, como abuso de álcool e drogas. Nessas horas, é importante que você se cuide também.

Com informações de Vittude

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s