Fome emocional: quando buscamos na comida o alívio de nossas emoções negativas
comportamento, psicologia

Fome emocional: quando buscamos na comida o alívio de nossas emoções negativas

É comum que em momentos mais tensos de nossas vidas nos refugiemos em uma “válvula de escape” para abafar nossas angústias. Algumas pessoas utilizam o álcool ou outras drogas, enquanto outros descontam na comida, o que chamamos de “Fome emocional“.

As pessoas comem tanto por uma necessidade física, ou seja, quando o estômago diz que é a hora de comer, quanto por uma necessidade emocional em um momento de depressão, stress e nervosismo. Isso acontece porque o cérebro avisa ao corpo de que ele está com fome para aliviar esses sintomas.

A Fome Emocional não é um transtorno, mas é um comportamento disfuncional, principalmente porque tendemos a procurar aquela comida nada nutritiva e muito saborosa cheia de açúcar para nos sentirmos bem. No entanto, a sensação de bem estar vem em um prazo curtíssimo e, no médio prazo, é capaz dos sintomas até piorarem, muitas vezes pelo próprio sentimento de culpa em ter se alimentado sem necessidade.

Entre os principais sintomas da Fome Emocional estão:

  • Comer para aliviar sentimentos ruins;
  • Não conseguir controlar o impulso de comer;
  • Fome repentina diante de alguma situação difícil;
  • Comer sem fome;
  • Vontade de comer doces, massas ou frituras;
  • Ansiedade para comer;
  • Comer rápido;
  • Sentimento de culpa após comer;
  • Prazer intenso na hora de comer.

A Fome Emocional é um dos principais obstáculos para as pessoas que querem emagrecer e, por isso, as pessoas que sofrem de obesidade e precisam de uma cirurgia bariátrica necessitam de um acompanhamento psicológico para não retornarem a engordar, justamente para lidarem com a comida de outra forma.

É importante que a pessoa procure alívios de seus problemas emocionais de formas mais saudáveis, como com as atividades físicas. Para romper com o ciclo da fome emocional, um bom psicólogo pode te auxiliar.

Com informações de Psicóloga Fabíola

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s