Negligência emocional na infância te torna um adulto que não confia em seus sentimentos
comportamento

Negligência emocional na infância te torna um adulto que não confia em seus sentimentos

A negligência emocional se dá quando os pais (ou responsáveis) não percebem que determinado evento é importante para a criança ou adolescente, subestimando seus problemas ou conquistas. Com isso, a pessoa cresce com dificuldades em entender os próprios sentimentos e tendem a se tornar adultos que não confiam no que sentem, com baixa autoestima e disfunções sociais. A mensagem nas entrelinhas que os pais passam é “seus sentimentos nunca importam”, mesmo que este não seja o objetivo.

Falta de elogios, ausência de cuidados em momentos em que a criança precisava ser protegida, vontades ignoradas ou totalmente supridas materialmente para “abafar” a ausência emocional dos pais são alguns dos sinais de negligência. A criança negligenciada tende a ignorar as próprias vontades e acaba sublimando a própria personalidade numa tentativa de agradar os pais e, na vida adulta, tende a repetir esse comportamento nas relações sociais.

Muitas vezes é difícil de avaliar se você sofreu negligência emocional na infância, mas alguns pontos podem ser levados em consideração sobre sua personalidade hoje:

  • Sentimento de inadequação: você é rígido demais com você mesmo, se cobra excessivamente, não valoriza as próprias conquistas e coloca um peso desproporcional nas próprias falhas;
  • Baixa autoestima: pensamentos de “sou um inútil”, “não sirvo para nada”, “algo está errado comigo”, “eu não sou legal” são alguns exemplos. Faz um esforço exagerado para agradar seu ciclo social;
  • Dificuldades em dizer “não”: você se sente muito inseguro nas relações sociais, sempre aceita convites de amigos para ir à “tal lugar” mesmo que não queira, concorda com todo mundo o tempo todo, mesmo que vá contra seus princípios;
  • Suas emoções nunca valem: os sofrimentos e sentimentos do outro sempre valem mais do que os seus.

Para romper com este ciclo é importante procurar um bom psicólogo para ressignificar a relação com seus pais ou responsáveis e fazer com que você aprenda a dar mais valor a você mesmo. Ele te ensinará a ter e dar limites, respeitar as próprias emoções mesmo que seja contrária ao que os outros pensam e ter uma vida mais funcional.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s