comportamento, psicologia

A pessoa com personalidade histriônica é hipersensível e quer ser o centro das atenções

O Transtorno Personalidade Histriônica é caracterizado por um padrão de emotividade excessiva e necessidade de chamar a atenção para si mesmo, incluindo a procura de aprovação e comportamento sedutor a partir do início da vida adulta.

De acordo com um artigo escrito pelo psiquiatra Andrew E.Skodol, a pessoa histriônica exige ser o centro das atenções e com frequência o faz ao vestir-se e agir de maneira indevidamente sedutora e provocante e ao se expressar de modo dramático. Entre outros sintomas estão:

  • Problemas com emoções: elas podem ser ligadas e desligadas rapidamente e, com isso, a pessoa pode dar a impressão de ser supérflua. As emoções costumam ser demonstradas de modo exagerado e expressam opiniões fortes. Quem tem personalidade histriônica pode controlar seu parceiro(a) usando a sedução ou manipulações emocionais, ao mesmo tempo que depende muito do parceiro;
  • Altamente sugestionável: A pessoa histriônica é facilmente influenciada pelos outros e pelas tendências atuais, confiando demais nos outros, especialmente em figuras de autoridade que ela acredita serem capazes de resolver dos os seus problemas. Ela anseia por por novidades e tende a se aborrecer facilmente e, por isso, troca de empregos e amigos com frequência.
  • Egocêntrica: histriônicos tendem a fazer atos de exibicionismo e sempre querem ser o centro das atenções, não importa a razão.
  • Hipersensibilidade: Dramatizam excessivamente e são capazes de chorar incontrolavelmente durante um filme ou uma música triste.

As causas que levam a uma pessoa a desenvolver uma personalidade histriônica são desconhecidas, mas muitos profissionais acreditam que pode haver uma herança genética ou um evento traumático que desencadeie esse problema. A pessoa tem a vida social, profissional e interpessoal afetada, além de ter um risco consideravelmente maior de desenvolver um quadro depressivo.

Já o tratamento envolve a psicoterapia, já que um profissional ensinará a pessoa a aprender a se relacionar com os outros de modo mais positivo, e em alguns casos a psiquiatria para diminuir os sintomas de ansiedade e depressão.

OBS: O artigo serve apenas como uma referência, mas somente um profissional capacitado pode realizar o diagnóstico e fazer o tratamento.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s