comportamento

Gaslightning é quando aquela “pessoa especial” faz você duvidar de sua sanidade mental

Gaslightining é o termo usado em psicologia para comportamentos manipulativos, sendo comum em relacionamentos abusivos, mas não necessariamente de parcerias amorosas. Ainda sem uma tradução para o português, é um comportamento em que o parceiro cria inseguranças no outro, omitindo e distorcendo informações, acusando e responsabilizando o outro perante os conflitos do relacionamento. Em casos extremos, a vítima do gaslightining duvida da própria sanidade.

O termo se originou do filme “Gaslight” (Á Meia Luz) de 1944, que conta a história de um marido que tenta convencer a todos de que ela estava perdendo a razão e estava ficando louca e, através das manipulações, ele faz com que ela se sinta culpada e questionasse a sanidade mental. Na história, ele queria a fotruna dela.

“No gaslighting um dos parceiros cria situações para que o outro sinta insegurança, medo ao extremo e desestabilização emocional, em prol do próprio benefício. Esse comportamento faz com que a vítima duvide de suas capacidades mentais e percepção da realidade, o que dificulta o rompimento do vínculo abusivo”, explica Natalia Araújo, psicóloga do Gender Group do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (via UOL).

Os sinais do gaslightining são sutis e a vítima fica muito confusa, principalmente porque ela está envolvida emocionalmente com o abusador e há um afeto pelo parceiro. No entanto, as frases mais comuns de pessoas que praticam incluem:

  • “Você está louco”;
  • “Você está imaginando coisas”;
  • “Não foi assim que aconteceu”;
  • “Deixe de ser dramático”;
  • “O seu problema é que… (críticas a personalidade do cônjuge)”;
  • “Não sei do que você está falando”;
  • “Você é muito inseguro”;
  • “Não está vendo que estou brincando?”;
  • “Você implica com tudo”;
  • “A culpa é sua”; 
  • “Você é sensível demais”;
  • “Você entende tudo errado”.

Caso você se sinta mal em algum tipo de relacionamento e sente que algo está tóxico, é importante procurar um psicoterapeuta para que o profissional te ajude a desapegar do parceiro abusivo e te ajudar a restaurar o amor próprio.

Com informações da Vittude.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s