psicologia

Dismorfia: quando enxergamos defeitos em nós que não existem

A dismorfia, ou transtorno dismórfico corporal, é quando um indivíduo possui uma intensa preocupação quanto a um defeito mínimo ou até mesmo inexistente sobre sua aparência, levando a um intenso sofrimento e acarretando prejuízos em seu funcionamento social ou profissional. A pessoa flerta com o delírio.

Para ser considerado um transtorno, o pensamento tem que ser obsessivo em relação a supostos defeitos, como uma mulher muito magra que continua se achando gorda, podendo desencadear a anorexia nervosa; um homem que acha que tem o pênis muito pequeno mesmo quando ele tem um tamanho normal ou grande; a pessoa que tem um corpo musculoso e mesmo assim continua se achando pequena, a vigorexia; a crença de que a pessoa é feia, mesmo fazendo diversos tratamentos para sua beleza e todos ao redor a enxergando dessa forma etc.

Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, os critérios para caracterizar a dismorfia incluem:

A. Preocupação com um ou mais defeitos ou falhas percebidas na aparência física que não são observáveis ou que parecem leves para os outros.

B. Em algum momento durante o curso do transtorno, o indivíduo executou comportamentos repetitivos (p. ex., verificar-se no espelho, arrumar-se excessivamente, beliscar a pele, buscar tranquilização) ou atos mentais (p. ex., comparando sua aparência com a de outros) em resposta às preocupações com a aparência.

C. A preocupação causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.

D. A preocupação com a aparência não é mais bem explicada por preocupações com a gordura ou o peso corporal em um indivíduo cujos sintomas satisfazem os critérios

Nestes casos, é importante que a pessoa procure a ajuda de um psicólogo para tratar seu dismorfismo corporal, em especial o cognitivo-comportamental, que tem uma abordagem em psicoterapia de eficácia reconhecida para o tratamento do transtorno.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s