psicologia

Amigo falso é aquele que te usa para ter algum tipo de vantagem

Criar e conservar amizades faz parte de uma vida saudável, já que nós, seres humanos, somos sociáveis de natureza até mesmo pelo instinto de sobrevivência. Criamos vínculos e eles são fundamentais para não nos sentirmos sozinhos e também reforçarmos nossa segurança e o bem-estar. Amigos existem para compartilharmos bons e maus momentos e nos ajudam a enriquecer experiências de modo geral.

No entanto, também encontramos ao longo da vida pessoas que não tem tanto interesse na sua amizade, mas sim no que você pode proporcionar a ela de modo prático e direto, ou até mesmo a pessoa que finge ser sua amiga para destruir sua autoestima numa tentativa de se sentir melhor, já que sente inveja de você.

Segundo o canal Psicologia Online, há alguns critérios que podem te ajudar a identificar uma pessoa falsa, o que inclui:

  • Estabelecimento rápido de vínculos: A pessoa mal te conhece e já “gosta demais” de você, fazendo muitos elogios, te chamando para sair e fazendo muitas perguntas sobre sua vida. Se uma pessoa cria um vínculo muito rápido e busca tirar o máximo de informações possíveis sobre você, falando muito pouco sobre ela mesmo e sendo puramente interessada em você, é um claro sinal de amizade falsa;
  • Sempre está sorrindo: Amizades falsas tendem a sorrir constantemente numa tentativa de agradar o outro, sendo uma estratégia não verbal de adaptação. É o que chamamos de “sorriso social”, não sendo uma expressão genuína de felicidade;
  • Passivo-Agressivo: Faz aquele comentário que te incomoda e que você sente que tem “algo errado”, mas você não consegue identificar
  • Utiliza elogios ambíguos: Pessoas falsas fazem elogios que enfraquecem sua autoestima e ao invés de te fazerem se sentir bem, acontece o oposto. “Gente, é você nessa foto?! Tá tão bonito, nem parece você!”, “Essa roupa é linda, mas você devia usar um tamanho um pouco maior”, “Acordou cedo pra trabalhar?! Nossa, estou gostando de ver!”
  • Usa frases de comando: Segundo o especialista em linguagem corporal Vitor Santos, amizades falsas não pedem para que você faça algo, mas emitem uma voz de comando mesmo que de “modo fofo”. Ao invés de dizerem “Pode fazer isso pra mim, por favor?” ou “Pode me ajudar aqui, rapidinho?”, elas dizem “Você vai fazer isso pra mim, tá?” ou “Faz tal negócio que estou precisando”. Depois de pegar intimidade, é capaz da amizade falsa usar voz de comando com autoridade mesmo: “Você não fez tal coisa?! Eu estou precisando!”

Dentro dos amigos falsos há diversos subtipos, como alpinista social, que é aquele que cria laços contigo com o objetivo de ganhar posições dentro de um contexto social; o que te trata bem quando tudo está bem, mas nunca está contigo para os maus momentos e te deixa sozinho; aquele que só fala de si e te procura quando tem problemas e não quer saber nada sobre você etc

No entanto, todos os tipos de amizades falsas compartilham de uma mesma premissa: não há uma troca saudável entre ambas as partes e a vítima é uma ferramenta que serve a ele de alguma forma. O falso apenas “suga” você e não tem atitudes genuinamente altruístas, e quando o amigo falso “faz algo por você” é porque ele terá algum tipo de vantagem perante aquela atitude. É comum também que ele fale, em “tom de brincadeira” mal de você para as outras pessoas.

Caso identifique uma pessoa falsa em sua vida, é importante se afastar dela. Caso não seja possível, procure ficar neutro diante das situações, já que tentar desmascarar a pessoa pode acabar rendendo o efeito oposto e o “vilão” da história pode acabar sendo você.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s