psicologia

Estresse Pós-Traumático: quando um evento negativo gera ansiedade permanente

O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), é um distúrbio de ansiedade que se manifesta após uma pessoa ter sofrido alguma experiência negativa muito significativa, que gera um trauma, e quando ela se recorda do fato por qualquer razão, ela revive como se estivesse ocorrendo naquele momento, provocando muito sofrimento.

Segundo o canal do Dr.Drauzio Varella, cerca de 15 a 20% das pessoas que, de alguma forma, estiveram envolvidas em casos de violência urbana, agressão física, abuso sexual, terrorismo, tortura, assalto, sequestro, acidentes, guerra, catástrofes naturais ou provocadas, desenvolvem esse tipo de transtorno. No entanto, a maioria só procura ajuda dois anos depois das primeiras crises.

Um estudo da UNIFESP levantou a hipótese de que o transtorno pode estar relacionado ao desequilíbrio dos níveis de cortisol ou na redução de 8% a 10% do córtex pré-frontal e do hipocampo, no cérebro. Já o Manual de Diagnóstico e Estatística de Transtornos Mentais IV coloca os seguintes critérios para a pessoa ser diagnosticada com o transtorno:

  • Existência de um evento traumático claramente reconhecível como um atentado à integridade física, própria ou alheia, que haja sido experimentado direta ou indiretamente pela pessoa afetada e que lhe provoque temor, angústia ou horror.
  • Re-experimentação persistente do evento em uma (ou mais) das seguintes maneiras:
    • Pensamentos recorrentes, aversivos e intrusivos (flashback);
    • Pesadelos relacionados ao evento;
    • Comportamentos desencadeados por essas memórias.
  • A insensibilidade afetiva, identificável por:
    • Diminuição expressiva no interesse em realizar atividades comuns ou significativas, especialmente se tem alguma relação com o evento traumático;
    • Sensação de distanciamento em relação às outras pessoas;
    • Diminuição da afetividade;
    • Pessimismo quanto ao próprio futuro.
  • Hiperatividade psicomotora:
    • Hipervigilância;
    • Distúrbios do sono;
    • Dificuldade para concentrar-se;
    • Susto exagerado;
    • Irritabilidade.

O tratamento para pessoas que têm TEPT se dá com psicoterapia e com a psiquiatria, sendo que este último dará remédios ansiolíticos, enquanto o psicólogo vai ajudar a pessoa a trabalhar o lado subjetivo para que ela supere aquele trauma e aprenda a ter uma vida mais funcional e sem prejuízos no âmbito social, profissional e familiar.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s