comportamento

Livro ensina a conversar sobre sexualidade com crianças e adolescentes

Como falar de sexualidade com os filhos? Muitos pais ainda ficam sem jeito de ter esse tipo de conversa, mas o diálogo é essencial. Afinal, essa confiança mútua fortalece laços e evita que os filhos busquem informações em fontes muitas vezes não confiáveis. Para desmistificar a vivência da sexualidade pautada nos mitos, que vem gerando traumas e disfunções sexuais, o psicólogo e teraupeuta sexual Juliano Coimbra lança “A culpa é do tabu: conversando com pais e educadores de crianças e adolescentes sobre sexualidade humana”

O livro apresenta inúmeras discussões sobre a sexualidade humana, bem como sua história desde a antiguidade até o século 21. Mas não veio para questionar ou ditar a maneira de educar os filhos/educandos. A obra foi produzida para oferecer ferramentas que poderão facilitar conversas a respeito desse assunto que, desde sempre, envolve muitos mitos e tabus. “Não tenho a pretensão de usurpar ou ferir valores. Pelo contrário, todos nós temos o direito de ter nossos valores respeitados, e precisamos ter coragem de compartilhá-los com nossos filhos e educandos, mesmo diante da falta de aceitação desses valores por parte deles. Essa educação em sexualidade deve ser, porém, pautada na verdade e transparência”, explica Juliano.

Por meio de um diálogo respeitoso com o leitor, “A culpa é do tabu” dá uma série de dicas sobre como melhor abordar o tema com crianças e adolescentes – em linguagem clara, direta e afetiva – para a educação em sexualidade. Ele também questiona crenças distorcidas sobre várias dimensões da sexualidade ainda presentes em nossa cultura. O psicólogo capixaba ainda discute os conceitos básicos de anatomia e fisiologia sexual e fala de diversidade sexual e do conceito de gênero – em uma perspectiva social e identitária. Desse modo, Juliano proporciona que pais e educadores reflitam e desconstruam preconceitos em relação à orientação sexual.

O autor traz também orientação sobre prevenção do abuso sexual de acordo com cada faixa etária. Pois ensinar, desde cedo, conceitos de autoproteção e integridade corporal é fundamental para aumentar as chances de proteger crianças e adolescentes de possíveis violações. O livro apresenta também uma pergunta: a educação sexual deve ser em casa e/ou na escola? Qual é a sua opinião? “É esse questionamento que quero gerar, para que as pessoas encontrem as respostas, junto às reflexões geradas por meio de: ‘A culpa é do tabu’”, reforça o especialista em Sexualidade Humana.

Sobre o autor: Juliano Coimbra é psicólogo, especialista em Sexualidade Humana – Terapia Sexual, pós-graduado em Sexualidade Humana. Atua como psicólogo clínico e psicoterapeuta sexual e é membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). É coordenador, no estado do Espírito Santo, do Dia Mundial de Saúde Sexual pela World Association For Sexual Health. Representante do Brasil no Comitê de Jovens Sexólogos da Federación Latinoamericana de Sociedades de Sexología y Educación Sexual. Professor em cursos de pós-graduação e graduação nas áreas de educação, saúde, psicologia e gestão.

Sobre a editora:  Esta obra foi publicada pela Editora Appris, a maior editora 80/20 do Brasil, sediada na cidade de Curitiba, Paraná. Com aproximadamente onze anos de existência, a Appris atua no ramo de publicação de obras técnicas e científicas nas mais variadas áreas do conhecimento. Com a experiência de seus editores, que estão há mais de 29 anos no mercado editorial, a Appris possui um catálogo com mais de cinco mil obras publicadas e que continua a crescer com uma média de 80 lançamentos por mês.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s