psicologia

Angústia no Natal? Você não está só!

A época de natal é, via de regra, sinônimo de alegria, reencontrar parentes antigos e um momento de confraternizar em família. No entanto, muitas pessoas estão em circunstâncias em que passam as festas de fim de ano sozinhas, ou mesmo tem o sentimento de estarem só e angustiada, mesmo em um “clima de festa”.

De acordo com a psicóloga Cássia Denadai em um artigo da Clínica Vita, esses sentimentos não são regra, mas são muito comuns de acontecerem.

“O Natal evoca coisas muito boas, mas esse período emblemático também pode mexer com sentimentos que a pessoa ainda prefere que permaneçam resguardados”, observa, acrescentando que também é um momento de surgir lembranças tristes ou carências vividas, o que para muitos, pode levar a aversão às festas.

“Se a pessoa simplesmente é daquelas que realmente não ligam para o Natal e, de fato, para ela, essa é uma data como outra qualquer, sem trazer nenhum sofrimento, não há nada com o que se preocupar! Mas, se há aí uma componente de profunda tristeza, angústia ou mesmo pânico diante da chegada da data, é interessante buscar entender as razões disso e, quem sabe, reelaborar esses significados”, sugere a psicóloga

“Quando a pessoa consegue perdoar genuinamente, ela se liberta. Não importa muito o que o outro fará com isso, mas quem perdoou se sente mais leve e livre para seguir adiante, não ficando mais preso a algo ruim que tenha acontecido no passado”, explica Cássia, lembrando que, muitas vezes, também precisamos colocar o autoperdão em prática. Afinal, dar-se novas chances é, sobretudo, fazer uma boa conexão com o presente.

Em um momento como o Natal, onde todos estão comemorando e celebrando, muitas vezes surge a sensação de solidão e, até mesmo, o sentimento de inferioridade, quando, eventualmente, a pessoa sente que não tem com quem partilhar seus bons momentos. Nesses casos, pode não ser necessariamente nenhum “fantasma dos Natais passados” agindo aí, mas sim o que estamos fazendo do nosso aqui e agora, sinalizando que algo precisa mudar.

Se não estou feliz com a minha situação presente, isso também merece reflexão”, indica a terapeuta. “Se estou me sentindo mal com o Natal, porque eu estou me sentindo sozinho, que relações então eu posso buscar cultivar ou resgatar para mudar essa minha situação?”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s