comportamento

Por que incompetentes acham que sabem de tudo?

O efeito Dunning-Kruger é um fenômeno que leva indivíduos que possuem pouco conhecimento sobre um assunto a acreditarem saber mais que outros mais bem preparados, fazendo com que tomem decisões erradas e cheguem a resultados indevidos.

É a típica pessoa que tem certeza que sabe sobre determinado assunto, se julgando especialista e realmente acreditando nisso, superestimando seus “conhecimentos”. No entanto, na prática, não têm praticamente nenhum conhecimento sobre.

O estudo foi feito por Justin Kruger e David Dunning, à época investigadores da Universidade de Cornell, nos EUA, e os resultados foram publicados no Journal of Personality and Social Psychology em dezembro de 1999. Ambos fizeram um apanhado de vários outros estudos e concluíram que, independente da habilidade necessária, “a ignorância gerava confiança com mais frequência do que o conhecimento”.

Dunning e Kruger propuseram que, em relação a uma determinada habilidade, as pessoas incompetentes irão:

  • falhar em reconhecer sua própria falta de habilidade;
  • falhar em reconhecer as habilidades genuínas em outras pessoas;
  • falhar em reconhecer a extensão de sua própria incompetência;
  • reconhecer e admitir sua própria falta de habilidade depois que forem treinados para aquela habilidade.

“Se você é incompetente, você não consegue saber que é incompetente (…) As habilidades necessárias para fornecer uma resposta correta são exatamente as habilidades que você precisa ter para ser capaz de reconhecer o que é uma resposta correta. No raciocínio lógico, na educação dos filhos, na administração, na resolução de problemas, as habilidades que você usa para obter a resposta correta são exatamente as mesmas habilidades que você usa para avaliar a resposta. Portanto, nós demos continuidade a investigações para apurar se a mesma conclusão poderia ser verdadeira noutras áreas. E para nossa surpresa, era bem verdadeira.”, escreveram no artigo.

Ambos ganharam o prêmio IgNobel pela descoberta no ano 2000.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s