psicologia

Qual a diferença entre o orgulho saudável e doentio?

O orgulho é considerado uma faca de dois gumes: quando ele é saudável, está associado à autoestima, autoconfiança e uma atitude positiva diante de alguma realização. É quando há um sentimento de plenitude em consequência de um esforço pessoal ou superação de algum tipo de desafio, sem extravagância e nem espetáculos.

Por outro lado, o orgulho doentio está mais associado a sentimentos como arrogância, supervalorização, e a pessoa tenta provar, o tempo todo, o quanto é competente. Ações comuns são tratadas como feitos incríveis, e todo esse excesso de vaidade é para esconder sentimentos de culpa, vergonha e incerteza.

Segundo o canal Psicólogos Berrini, o orgulho doentio cega a pessoa para as próprias limitações, e passa uma imagem desagradável aos outros. A pessoa apresenta um comportamento tóxico, sendo incapaz (ou fingindo ser) de perceber e aceitar derrotas ou deslizes de conduta, o que resulta em conflitos.

Psicólogos acreditam que a pessoa que apresenta este tipo de comportamento passaram por experiências traumáticas ou possuem conflitos internos originários na infância. Geralmente, a negligência dos pais costuma ser o principal motivo para essa necessidade desesperada de chamar a atenção e se sentir valorizada.

Nesse ponto, um bom psicólogo pode fazer com que a pessoa saiba valorizar seus verdadeiros atributos de modo saudável e ressignifique traumas emocionais.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s