psicologia

Etarismo: o preconceito com pessoas mais velhas

O etarismo é o preconceito contra pessoas mais velhas, onde a pessoa discrimina a outra tomando como base estereótipos associados à idade. Segundo a psicóloga Rosa Maia, nós vivemos em uma sociedade que valoriza muito a aparência, a juventude e o físico, e paradoxalmente, essa mesma sociedade também envelheceu graças aos avanços da medicina.

A ideia do envelhecimento em nossa sociedade está diretamente associada a degradação e inutilidade. Devido ao machismo estrutural, o etarismo é ainda mais forte nas mulheres, que sempre devem ser jovens e bonitas, e a sociedade inteira valoriza a aparência dela.

Segundo uma matéria do Fantástico, os homens mais velhos em histórias infantis são vistos como sábios, enquanto as mulheres mais velhas são as bruxas. Homens mais velhos com cabelos grisalhos são sinais de charme, enquanto as mulheres de cabelo branco são mal vistas.

Além disso, há frases inocentes e em tons elogiosos que são etaristas: “nossa, você nem aparenta a idade que tem”; “jurava que você tinha menos idade”, além de uma série de produtos cosméticos “anti-idade” que podem até atenuar a ação do tempo, mas não acaba com o processo de envelhecimento. O fato de “aparentar menos idade” não deveria ser um ponto de valorização para as pessoas, mas acabamos fazendo-o devido a toda construção social que tivemos.

Outras frases etaristas são “você deve ter sido lindo na juventude”, “ele é bonito para a idade que tem”, “você não tem mais idade para isso”, “solteira com essa idade?”, “ela é namorada dele? Tem idade para ser mãe”, “o coração dele é jovem”, “ele tá velho para entender isso”,

Por um lado as pessoas idosas têm sua capacidade produtiva diminuída, a própria aparência passa a impactar a autoestima considerando que nossa sociedade valoriza a beleza da juventude, além da necessidade de ter mais cuidados com a saúde. No entanto, a psicóloga Marisa de Abreu ressalta que, assim como qualquer fase da vida, há aspectos positivos e negativos e que tendemos a ter um olhar de que a nossa “pior fase da vida” é a atual, e isso acontece com qualquer idade.

A pessoa mais velha pode se cuidar e querer ter uma boa aparência, mas o ponto-chave é que todas essas coisas não sejam motivadas por um sofrimento da não aceitação da idade que ela está vivendo. É importante que a pessoa mais velha tenha consciência de que ela pode viver tudo que ela quiser, sem se preocupar com o que os outros vão achar.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s