psicologia

Complexo de inferioridade: quando a pessoa não sabe reconhecer seus próprios valores

O complexo de inferioridade é quando a pessoa sente que não consegue ou não pode corresponder os padrões sociais, tendo constantemente dúvidas e incertezas sobre si mesma. Graças a esse sentimento, é comum que as pessoas procurem compensar em outros pontos, resultando em realizações espetaculares ou comportamentos sociais exagerados, ao mesmo tempo que desenvolve hábitos tóxicos como autossabotagem e auto anulação.

Fruto de uma baixa autoestima ou algum transtorno mental, a pessoa tem uma opinião negativa e irreal sobre si mesma, geralmente oriundo de algum trauma, como bullying na infância e pais tóxicos.

Segundo o Vittude, as características de uma pessoa com complexo de inferioridade incluem:

  1. Comparação constante: ela sempre compara seus métodos e resultados com o de outras pessoas que considera terem mais sucesso que ela. Ao invés de se inspirar no outro, a pessoa idealiza o que o outro faz como o correto e se repreende por ter ideias diferentes;
  2. Alta sensibilidade: devido à baixa autoestima, a pessoa é ultrassensível a críticas e comentários alheios. Mesmo quando alguém brinca de modo saudável, a pessoa com complexo de inferioridade pode levar para o lado pessoal;
  3. Falta de autoestima: graças a incapacidade de reconhecer as próprias qualidades, a pessoa crê que não pode oferece nada de bom ao mundo. Mesmo quando recebe reconhecimento e elogios, ela não os valida;
  4. Ausência de amor-próprio: A pessoa não consegue se amar ou se sentir amada, mesmo que amigos e familiares digam o inverso. A pessoa acaba desenvolvendo hábitos negativos e autodestrutivos;
  5. Busca por reconhecimento: a pessoa faz tudo para agradar os outros. Anula seus gostos e sonhos para satisfazer os outros e, desse modo, ter uma validação do ambiente externo;
  6. Esquiva: a pessoa com complexo de inferioridade tende a se afastar de interações sociais, o que pode levar ao isolamento.
  7. Comportamento defensivo: em casos que ela é criticada e não consegue lidar de modo apropriado, a pessoa reage de modo bem agressivo e aponta defeitos alheios.

    É importante que a pessoa com complexo de inferioridade busque ajuda de um profissional de psicologia para aprender a focar no lado bom da vida e em suas virtudes, ao invés de focar apenas no negativo. Defeitos, frustrações e fracassos todas as pessoas vivem, mas também há virtudes e pontos a ser valorizado em qualquer ser humano.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s