psicologia

Timidez: o medo de não ser aceito nas relações sociais

A timidez é o desconforto e inibição perante situações de interações com outras pessoas, caracterizada por uma preocupação com as atitudes, reações e pensamentos dos outros, o que gera um comportamento ansioso para o tímido.

Esse sentimento é comum a todos os seres humanos em grau leve ou moderado e não necessariamente é ruim, já que em algum momento as pessoas se sentem inibidas perante determinadas situações, geralmente quando há um confronto com uma figura de autoridade, como um chefe, alguém considerado importante, primeiro dia de trabalha, apresentação de um projeto para várias pessoas etc.

Ela funciona como uma espécie de “regulador social”, onde a pessoa terá cautela para buscar a resposta adequada para a situação. No entanto, ela se torna um problema quando há um excesso de timidez, e esse começa a acarretar prejuízos para a vida do indivíduo.

Segundo a psicologia, há três tipos principais de timidez:

  • Timidez situacional: a inibição se manifesta em ocasiões específicas, e portanto o prejuízo é localizado (por exemplo: a pessoa interage bem com a autoridade e pessoas do sexo oposto, mas sente vergonha de falar em público);
  • Timidez crônica: a inibição se manifesta em todas as formas de convívio social. A pessoa não consegue fazer amigos e falar com estranhos, intimida-se diante da autoridade, tem medo de falar em público etc.;
  • Timidez “proposital”: um termo que designa a misantropia. Neste caso a timidez vira um “Sociopatismo enrustido”. Seria um radicalismo na timidez, `isolação social é pouco`. Um tímido legítimo tem vergonha de si mesmo, um misantropo tem vergonha da sociedade e por isso não se socializa. Alguns misantropos querem ser antissociáveis; então, tenha sempre paciência ao conhecer algum.

Já a forma patológica é a chamada “Fobia Social”, em que a pessoa tenta evitar, ao máximo, todas as situações de interação e fica com muito medo. Em casos extremos, a pessoa deixa de ir a restaurantes e a banheiros públicos, e pode ter até dores físicas nessa situação.

Uma pessoa muito tímida e que já sente que há prejuízos em sua vida, como dificuldade em ascender na carreira, por exemplo, deve procurar um psicólogo para encontrar o núcleo deste problema e fazer com que o tímido se aceite como é, desenvolva habilidades sociais, e não se preocupe tanto com o que os outros pensam.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s