psicologia

Autopiedade: quando sentimos “pena” de nós mesmos

A autopiedade é um sentimento de compaixão por si próprio após um evento estressante, sendo a compaixão pelo próprio sofrimento. Nas relações humanas, ele é necessário para que haja um sentimento de autoconforto.

Geralmente é um coping emotivo, ou seja, tem por objetivo aliviar os estímulos emocionais aversivos e não servir na resolução efetiva dos problemas que pode obter reforço positivo tanto por comportamentos emocionais como a atenção, piedade, tolerância e apoio dos outros quanto por comportamentos funcionais pela resolução efetiva do problema por outra pessoa.

Apesar de ser comum nas pessoas, a autopiedade pode se tornar um problema quando esse sentimento passa a ser excessivo, entrando no hábito da vitimização, inferioridade e fragilidade, onde tudo que a pessoa passa é por ela ser vítima das situações e tira a responsabilidade sobre a própria vida.

Há casos em que a pessoa é, de fato, vítima das circunstâncias, mas a própria pessoa tem sua responsabilidade em lidar com as circunstâncias. Em caso da autopiedade excessiva, é necessário que a pessoa busque uma terapia para que a pessoa passe a ter um olhar mais voltado para a resolução de problemas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s