psicologia

A ciência explica a razão pela qual algumas pessoas culpam a vítima

De acordo com um estudo publicado pela revista científica LiveScience, pessoas que carregam consigo valores como lealdade, pureza e obediência a autoridades têm mais propensão a culpar as vítimas, sendo que essas diferenças se mantiveram mesmo depois da análise de fatores políticos e demográficos.

Segundo Laura Niemi, pesquisadora de pós-doutorado em psicologia da Universidade de Harvard, em Massachusetts, a conclusão é a mesma tanto para crimes sexuais, quanto para aqueles que não possuem natureza sexual.

Ela cita duas situações reais: Uma mulher em uma festa bebe vários drinques e, quando inconsciente, é violentada por um homem. Um rapaz negro do lado de fora de uma loja de conveniência carrega uma arma no bolso e é assassinado por policiais.

 O primeiro diz respeito ao estupro de uma mulher inconsciente por um ex-aluno da Universidade de Stanford, que acabou recebendo uma sentença de liberdade condicional. O segundo trata-se do norte-americano negro Alton Sterling, de 37 anos, que foi morto pelos policiais por carregar uma arma.

Nos dois casos, houve argumentações das ações individuais: a moça que bebeu demais em uma festa e o homem que não cooperou com a polícia, dando uma “justificativa” ao abuso sexual e ao homicídio.

 “O que nosso trabalho mostrou é que é importante saber se você acha legítimo as pessoas merecerem ser prejudicadas em qualquer situação”, disse Niemi.

Os pesquisadores concluíram ainda que a construção de uma frase também pode influenciar a maneira como as pessoas enxergam os culpados de um crime. Quem lê a sentença “Alton Sterling foi baleado pela polícia” tende a relacionar a ação à vítima do que se tivesse lido “Policial atira em Alton Sterling”. “Se você se concentrar menos na vítima e muito mais nos autores da ação, vai sentir mais simpatia pela vítima”, explica a pesquisadora.

Os especialistas descobriram também que os dois tipos de valores independem da filiação política das pessoas. Porém, existe uma tendência que pode ser sinalizada. Pessoas conservadoras politicamente falando geralmente são mais propensas do que as liberais a endossar valores vinculativos.

Com informações da Revista Marie Claire

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s