psicologia

Como ajudar um amigo a procurar uma terapia?

Em muitos textos aqui do blog é dito que devemos procurar ajuda para auxiliar na superação de nossos problemas emocionais, seja em casos de depressão, ansiedade, estresse, entre outros. Só que quando observamos alguém que visivelmente está com problemas e essa própria pessoa não tem coragem ou disposição, procurando apenas se isolar do mundo, podemos intervir e ajudá-la a se conscientizar que este é o melhor caminho.

Evidente que nunca devemos obrigar e o ideal é respeitar a decisão do indivíduo que passa por um problema, mas aqui vão algumas dicas do que você pode fazer.

Paciência: Este ponto é fundamental para aqueles que veem alguém passando por um problema psíquico, considerando que o indivíduo se torna alguém de difícil convivência. Apenas considere a possibilidade para a pessoa fazer terapia, pois há casos em que ela pode se sentir ofendida e se afaste mais ainda.

Liberdade: Nunca force o diálogo com alguém que passa por um problema, apenas deixe a “porta aberta” para ele vir te procurar na hora que ele achar que deva. Quando vocês forem conversar, evite falar de si mesmo (“passei por algo semelhante”, “isso já aconteceu comigo”) e procure focar todas as atenções exclusivamente nos problemas da outra pessoa. Deixe que ela se abra.

Não julgue: A pessoa precisa de alguém que esteja ao lado dela. Evite críticas e mostre que  independente de qualquer coisa, você estará ao seu lado.

Imparcialidade: Caso a pessoa comece a manifestar um comportamento agressivo ou seja bastante desagradável, não leve para o lado pessoal. A depressão faz com que a pessoa tenha uma visão distorcida das coisas e, se o clima começar a pesar, diga que se afastará e retorne quando as coisas se tranquilizarem.

Socialização: Convence-a a sair de casa. Praticar exercícios, passeios e convívio com amigos e família são muito importantes nesse momento.

Informação: Mostrar a pessoa seus reais problemas, sintomas, e quais as soluções para o caso dela também são importantes. Quanto mais a pessoa souber sobre sua condição, melhor.

Na prática: Dependendo do grau de depressão de alguém, a pessoa pode ficar incapacitada de realizar tarefas cotidianas. Ajude-a nelas.

Momentos difíceis: Procurando informações sobre como lidar com a condição do indivíduo, você ajudará que ela passe pelos momentos mais difíceis.

Ajuda profissional: Caso tenha passado por todos esses pontos e, mesmo assim, a pessoa ainda precisa de mais ajuda para melhorar, aqui você pode aconselhar um terapeuta de modo mais assertivo. É necessário que haja uma grande confiança da pessoa em questão.

Acompanhamento psicológico: Mesmo com a ajuda de um terapeuta, seu trabalho não para por aí. Caso possível, aguarde a pessoa querida na sala de espera, e continue conversando e incentivando o indivíduo a ter uma vida cada vez melhor.

Com informações de Psicólogo Berrini.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s